RESULTADO DO II CONCURSO INTERNACIONAL DE TROVAS DO JAPÃO

Amigos, bom dia. Divulgo agora o resultado em Português do II Concurso de Trovas promovido pela Organização Mundial de Trovadores do Japão – OMT/ Japão e pela Delegacia do Japão da União Brasileira de Trovadores – entidades que tenho a honra e felicidade de representar. Graças a vocês, o concurso foi um sucesso: foram quase 150 inscrições válidas de trovadores residentes no Brasil e no exterior! Estou muito feliz! Obrigado, realmente, por abrilhantarem nosso concurso. Permitam-me agradecer também agradecer aos irmãos trovadores Gislaine Canales, Cristina Olivera Chávez, Eunate Goikoetxea, Milton Sousa (coordenadores), Dorothy Moretti, Luiz Carlos Abritta e Luiz Poeta (jurados), que, mui gentilmente, cederam seu tempo, conhecimento e experiência para a realização deste concurso – muito obrigado (dōmo arigatō), queridos. E, sem mais delongas, PARABÉNS AOS PREMIADOS!!!

Segundo Concurso Internacional de Trovas do Japão

Tema: ESPERANÇA

Promovido pelo Professor Edweine Loureiro

Delegado da União Brasileira de Trovadores UBT-Japão

Presidente Nacional da Organização Mundial de Trovadores OMT – Japão

Troféu Cristina Olivera Cháves

VENCEDORES

1º Lugar:

 

Tenho um jardim diferente…

e entre nós, há uma aliança:

Por mais que eu mude a semente,

só nasce a flor da esperança!

 

Professor Garcia

 

 

2º Lugar:

 

Quando as chuvas tão pedidas

caem fartas no sertão,

a esperança é refletida

nas poças d’água no chão.

 

Eliana Ruiz Jimenez

 

 

3º Lugar:

 

A escola… a farda… eu criança…

o hino nacional… a fila…

-Oh meu Deus, quanta esperança

eu levava na mochila…

 

Manoel Cavalcante de Souza Castro

 

4º Lugar:

 

Matar a alheia esperança

é crime cruel demais…

É um pecado sem fiança,

mais grave que os capitais!

 

Antonio Augusto de Assis

 

5º Lugar:

 

Com esperança eu persisto,
aguardo o tempo que for…
De te querer, não desisto:
creio na força do amor!

 

Alba Helena Corrêa

 

MENÇÃO HONROSA

 

Para quem nutre a esperança,
qualquer desejo é possível.
Luto com perseverança
e, com Deus, sou invencível!
Alba Helena Corrêa

 

 

Minha esperança é tão grande,

que afastá-la, não consigo,

onde quer que eu vá ou ande,

ela sempre  vai  comigo!

Delcy Rodrigues Canalles

 

 

Com a fé que me conduz

e a esperança que me atrai,

caminho seguindo a Luz

que leva à casa do Pai.

 

Maria Luíza Walendowsky

 

Para os sonhos de criança:
eu…você…nós dois depois,
roda-gigante e esperança
têm cadeirinhas pra dois!

 

Austregésilo de Miranda Alves
Sempre existe uma esperança

a acenar à nossa frente…

Feliz de quem não se cansa

de ouvir seu apelo: – “Tente!”

 

Carolina Ramos

 

MENÇÃO ESPECIAL

 

Esperança é veio d’água

que brota dentro da gente;

quando, na veia, deságua,

jorra uma densa corrente.

 

Geraldo Trombin

 

Quando a treva a mim alcança

e me deixa sem saída,

busco uma luz de esperança

no escuro túnel da vida.

 

Marialice Araújo Velloso

 

 

O fardo da insegurança
faz o pai perder seu brilho,
ao dizer: – Tenha esperança!

– Não desanime, meu filho!

Wandira Fagundes Queiroz

Mantenho viva a esperança

de ver unidas as mãos

e, corações, com voz mansa,

cantando em roda de irmãos!!!

 

Carolina Ramos

 

Aceito o adeus com pujança…

Bem maior que o teu desdém,

foi ter que ver a esperança

partir contigo também!

 

Gilvan carneiro da Silva

 

TROVAS DESTAQUE

 

A esperança é tecelã

do amor, ventura, abastança

e fiação do amanhã

que tece a calma, a bonança…

 

Maria Cristina Cacossi Capodeferro

 

 

 

Se encruzilhada me lança

na indecisão que ela enceta,

tiro do alforje a Esperança,

fazendo dela uma seta.

Dodora Galinari

 

 

Eu perco toda a esperança

e quase toda a razão

quando vejo uma criança

pedindo um pouco de pão.

José Antônio de Freitas

 

Se a cada dia me entrego

e me sinto um derrotado,

quanta esperança eu renego

e me rotulo um coitado!

 

Jessé Nascimento

 

A esperança é como um canto

que embala nosso viver,

e é tão necessária quanto

o sol para o alvorecer!

Renata Paccola

 

Comissão Julgadora:

 

Dorothy Jansson Moretti

Luiz Carlos Abritta
Luiz Poeta 

Edweine Loureiro

 

 

Coordenadores:

 

Gislaine Canales

Cristina Oliveira Chávez

Coordenador final: Milton Sousa

Advertisements

About edweineloureiro

EDWEINE LOUREIRO nasceu em Manaus em 1975. É advogado, professor de Literatura e Idiomas, e reside no Japão desde 2001. Em 2005, obteve o Mestrado na Universidade de Osaka (Japão). Premiado em diversos concursos literários, é autor dos livros: Sonhador Sim Senhor! (Ed. Litteris, 2000), Clandestinos [e outras crônicas] (Clube de Autores, 2011) e Em Curto Espaço (Ed. Multifoco, Selo 3x4, 2012). É membro-correspondente da Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências (RJ) e da Academia de Letras de Nordestina (BA).
This entry was posted in Textos de Edweine Loureiro. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s